sexta-feira, 11 de julho de 2014

Quadra Poliesportiva de Moitas Vai a Baixo

Hoje, por volta das 15:15hrs da tarde, o principal ponto de lazer dos jovens de Moitas, a quadra poliesportiva, simplesmente foi ao chão.


Já não era de hoje que a estrutura da quadra vinha sendo questionada pelos moradores de Moitas. As bases, telhados e todo o resto sempre pareceram um tanto instáveis. Sem falar no péssimo aplanamento do piso que mais parece ser as dunas daqui da região vistas de cima... porém, o piso não vem ao caso no momento e sim todo o resto.
Frequentantes assíduos da local, afirmaram ter "previsto" de certo modo, a queda da estrutura, pois já haviam notado a degradação de suas bases.

"...Eu olhei e disse: negrada! daqui a 3 dias essa quadra cai" - comentou um dos frequentantes.

"Senti um vento forte na hora da queda" - comentou uma das pessoas presentes no local.





Além das colunas de sustentação da estrutura e do piso, outra coisa que desde muito tempo também vinha sendo criticado pelos moradores e frequentantes do local, era o teto, que vinha se soltando facilmente com a força do vento, que nem era tão forte assim. Pessoas afirmaram terem visto partes do telhado caírem no momento em que crianças ainda estavam no local. As crianças, porém, saíam da frente antes de serem atingidas.

Agora, com a queda da mesma, ficou ainda mais perigoso, pois devido ao impacto, as partes que ainda estavam "bem" presas, estão soltas e boa parte delas estão sendo arrancadas pelo vento, vento que nesta época do ano é bem mais forte.




Outra coisa que ficou ainda mais fácil de notar com a queda, foi a péssima condição em que se encontravam as bases das colunas de sustentação da estrutura, que estava bastante corroídas pela ferrugem.
Alunos do colégio afirmaram terem notado o deslocamento incomum de algumas delas e também já esperavam a queda da mesma.








Vale lembrar também que o ponto do correio, a escola e a casa de um dos moradores vizinho ao local, por pouco não foram atingidos. Se o vento tivesse soprado de um ângulo diferente e se o teto da estrutura não fosse côncavo, um desses locais teriam sido atingidos, levando a um prejuízo ainda maior.

Felizmente, apesar da violência da queda que foi ouvida a distância, e pela frequente presença de pessoas no local, ninguém saiu ferido. Um morador próximo ao local, logo após o ocorrido teve a rápida ação de cortar toda a rede elétrica, impossibilitando o risco de acidentes elétricos. Também, a funcionaria dos Correios que trabalha próximo ao local não estava presente, e incrivelmente falando, também não haviam pessoas jogando.

É importantíssimo ressaltar aos moradores e curiosos que evitem a aproximação, pois como já foi dito, as partes do telhado estão propensas a voarem a qualquer momento, podendo atingir aos que estiverem próximos.

Agora é esperar por parte das autoridades e encarregados da construção a retirada do que sobrou da nossa quadra. Uma quadra que antes era aberta, e agora acabou ficando "fechada"...
Com o ocorrido, é muito provável que o início das aulas sejam adiados, principalmente as do período noturno, o que diga-se de passagem é ótimo na opinião dos alunos e funcionários remunerados mensalmente, mesmo estando de férias.

Uma coisa é certa: Essa estrutura vai ficar lá no chão ainda por um booooommm tempo!