segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Alunos do primeiro ano do Ensino Médio são transferidos para o período da manhã por mal comportamento.

Já não é de hoje que a ameaça de transferência de turno e até mesmo de escola para os alunos do primeiro ano do Ensino Médio de Moitas vem acontecendo, porém, é a primeira vez que essa ameaça realmente sai da promessa para a ação.

Desde a semana passada, o coordenador responsável pelo Ensino Médio aqui de Moitas vem anunciando que os alunos iriam sofrer consequências pelo mal comportamento que vinha sendo apresentado por eles desde o inicio do ano. 

Houve até quem dissesse que eles seriam transferidos para a escola vizinha, a do Icaraí - Distrito que fica a poucos quilômetros de Moitas.

Para a surpresa de muitos, hoje foi anunciado que a turma do primeiro ano agora passaria a estudar no período da manhã, junto com os alunos do Ensino Fundamental.

A medida foi vista como prejudicial por alguns alunos, por conta que alguns deles trabalham nesse horário. Com isso, alguns podem desistir do ano letivo e passar a se dedicar apenas ao trabalho.

Alguns alunos da própria sala também reclamaram da falta "mão firme" de alguns de seus superiores, ou seja, não conseguem manter os alunos sob controle e em disciplina, alegando que alguns podem não saber exercer suas funções de mestre sobre os alunos contribuindo ainda mais para o mal comportamento dos mesmos.

Apesar das controvérsias, também houve aluno que ficou "satisfeito" com a medida, e disse que já era hora de algo ter sido feito.

Vale lembrar que as informações aqui publicadas, foram cedidas por alunos da própria sala, ou seja, não são totalmente oficiais.

Em breve novas informações poderão ser divulgadas.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

VANDALISMO: Professor É Atingido Na Cabeça.


Com o início das aulas no Distrito de Moitas, reiniciam também os vandalismos. Já não é de hoje que a Escola Jonas Pereira vem sofrendo ataques de vândalos no período da noite; horário em que estão acontecendo as aulas do Ensino Médio.

Os ataques vêm acontecendo a anos e são variados; Estouros de bombinhas, areia jogada pelos cobogós e até mesmo pedras lançadas aleatoriamente de fora do colégio, queima de objetos, dentre outros.

Apesar do incômodo, as aulas continuavam, mesmo com o perigo de alguém ser atingido ou sair machucado de alguma outra forma.

Esse ano não foi deferente, e desde o início das aulas os telhados vêm sendo "bombardeados" por pedras de vários tamanhos, deixando enormes buracos e aumentando ainda mais os riscos.

Recentemente uma dessas pedras que foram jogadas, ao atingir o telhado, fez com que parte dos estilhaços caíssem e machucassem a cabeça de um dos professores presentes no local. Felizmente o machucado não foi grave e o professora passa bem.

Segundo fontes que estavam no local, o ocorrido fez com que todos os alunos saíssem correndo de dentro da sala, causando um certo tumulto e muito medo nos alunos e funcionários.

Devido ao acontecimento há boatos de que as aulas podem ser suspensas até que medidas sejam tomas, porém isso não foi confirmado pelos responsáveis da instituição e ensino local; aparentemente são só boatos.

Ao entrar em contato com a direção da escola, foi dito que as devidas provisões já estão sendo tomadas para evitar novos ataques, e há quem diga que sabe quem são os culpados, porém os nomes ainda não foram divulgados.

Também segundo a direção escolar, o responsável pelo turno da noite que também é coordenador do Ensino Fundamental no período da manhã e tarde, ficou a punição devida para os respectivos culpados, pois aparentemente os tais vândalos são membros do próprio colégio e que não estavam presentes na aula no dia do acidente.

Em caso de novas informações, estarei publicando aqui.