segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Primeiro Dia de Atividades da III Gincana do Ensino Médio. / Pontuação Parcial.

E mais uma vez, na EEB Jonas Pereira de Azevedo, é realizada a Gincana do Ensino Médio, o evento estudantil mais esperado pelos alunos, e agora na sua terceira edição...

Em primeiro lugar, quero começar pedindo desculpas pela demora em fazer essa postagem. Tive vários compromissos inadiáveis e acabei me atrasando mais que o previsto para fazer a publicação, mas aqui estamos nós e vamos ao que interessa.

Na quinta feira passada, dia 17 de Setembro, aconteceu na escola o primeiro dia de atividades da gincana, que contou com várias atividades que foram realizadas ao estilo individual de cada equipe.

Como de costume, cada equipe escolheu um nome e também preparou seu mascote para se apresentar, tentando representar da melhor forma a equipe em geral.

Os nomes das esquipes foram: Os Inconformados (1º Ano), Fênix (2 Ano) e Coringas (3º Ano). No vídeo logo a baixo, veja a entrada dos todos os mascotes por ordem de turma.


Como mostra no vídeo, as equipes também tiveram suas bandeiras, porém, esse ano a equipe estreante inovou na produção da mesma. Ao invés de eles mesmos produzirem a bandeira à mão, a equipe resolveu gastar uma quantia mais considerável na confecção, dando a sua bandeira uma cara mais profissional, o que acabou agradando aos jurados e lhes garantindo o primeiro lugar na categoria.

Com a entrada dos mascotes e das bandeiras, foi a vez do Slogan de cada equipe ser exibido. A equipe dos "Os Inconformados" escolheu o seguinte Slogan.
"Luando para ser vencedor, vencendo para ser campeão".
A equipe fênix, ficou com o seguinte:
"O sábio nunca diz tudo que pensa, mas sempre pensa tudo que diz". (Aristóteles)
Já a equipe Coringa, optou pelo Slogan:
"A vida é para quem topa qualquer parada, e não para quem pára em qualquer topada" 
Outra atividade da noite foi a Diversidade Cultural do Nordeste, em que cada equipe deveria escolher um estado e representar de algum modo, a cultura do mesmo.

Confira agora as apresentações de cada equipe:
Equipe Os Inconformados - Apresentou uma dança de quadrilha.

Equipe Fênix - Apresentou um cordel com dramatização, contando a história de Lampião e Maria Bonita.

Equipe Coringa - Apresentou um mix de culturas de toda a região Nordeste.

Mas uma vez o aluno Herbet foi destaque na apresentação, levando todos a rizadas com seu talento natural para o humor. Apesar da apresentação da equipe ter sido um tanto inusitada, foi a apresentação campeã da categoria.

Além dessas apresentações, também teve a competição de dança, porém essa será revisada pela organização do evento e possivelmente terá o resultado publicado aqui em breve.

Outra categoria de atividades que também explorou o talento dos alunos foi a categoria Educação Musical, em que cada equipe deveria escolher pessoas para cantar, porém, diferente dos outros anos, esse ano foi solicitado um dueto de menino e menina, sendo que normalmente é duas meninas que cantam.

Nessa prova, todas as equipes optaram por músicas evangélicas, sendo elas: Meu Universo (Equipe Os Inconformados), que usaram duas versões que são interpretadas pelo cantor PG e outra pelo cantor Adrian Romero, que canta uma versão espanhol da mesma música.


A equipe Fênix, optou pela música O Escudo, da banda Voz da Verdade. Mais uma vez interpretada pela aluna Kelrilene, acompanhada pelo aluno Lucas. Não precisa dizer que ela deu um show e com direito a um toque de emoção e música acústica.


Já a equipe Coringa, optou pela música O Tempo Passa, do artista Ton Carfi. Assim como as demais, também era uma linda música.

As três equipes acabaram sendo prejudicadas pela falta de microfones extras, o que dificultou o compartilhamento na hora de cantar, mas no fim deu tudo certo.

Outra atividade que também foi muito bem executada foi "Moitas Minha História", em que cada equipe deveria apresentar um cartão postal com uma foto de Moitas. Nessa prova, todas fizeram um bom trabalho na escolha das fotos e demostraram um pouco da beleza natural contida no distrito.
Segue a baixo os postais de cada equipe. Clique nas imagens para ampliar.

3º ano

2º ano

1º ano

Para encerrar a noite, foi a hora da prova surpresa, que foi trazida pela professora Abisaí. O nome da prova surpresa era "Sapaquenga". Basicamente os alunos teriam que caminhar sobre duas bandas de coco ligadas por um barbante e caminhar até a outra extremidade do pátio, onde se encontrava um outro barbante suspenso do chão em que o aluno que primeiro o ultrapassasse e tocasse a parede logo depois dele, seria o vencedor da prova. Quem venceu foi o aluno Valdeimison, da equipe Coringa.

Para os que desejam saber a pontuação das provas de um modo mais abrangente, segue abaixo uma tabela com a pontuação de cada prova. Lembrando que essa ainda não é a pontuação geral, pois ainda faltam ser computados a frequência dos alunos e algumas penalidades que serão aplicadas, sem falar na prova que ainda tem por ser decidida.

Enquanto isso não é resolvido, fiquem com a pontuação já calculada.

Clique na imagem para ampliar

Mais informações, estarei publicando na nossa página no Facebook. Em breve, também estarão todas as fotos do primeiro dia. Aguardem.
 

sábado, 5 de setembro de 2015

Desfile Cívico de Moitas

Como de costume, a EEB Jonas Pereira de Azevedo, realizou nesse mês (Setembro) o desfile cívico em comemoração à Independência do Brasil, que é comemorada no dia 7 desse mesmo mês.


Esse ano, porém, diferente de todos os outros, o desfile foi feito no período da tarde, com o sol quase se pondo, mesmo tendo sido marcado para às 16h. 

O atraso já era esperado, afinal sempre tem algumas coisas que acabam ficando para a última hora, sem falar nas roupas que têm que ser trocadas, dentre outras coisas.

Esse ano os temas dos pelotões foram mais voltados para os projetos que a escola já possui, dentre eles o pelotão do Mais Educação e do "Mãos Que Falam".

Além da diferenciação do horário, houve mudança também na rota que seria feita para desfilar pelas ruas; nesse ano, ao invés de iniciar da igreja para o colégio, o desfile iniciou na escola indo até a igreja e depois, retornando para a escola.


O trajeto em si, foi bem executado pelos alunos, praticamente sem nenhum "congestionamento" que normalmente tem nas curvas. Esse ano as curvas foram bem executadas, e quase sem nenhum erro.

Infelizmente, nem tudo foi flores. O retorno para o colégio definitivamente não foi um dos melhores, para não dizer o pior. Acredito que o resultado final passou longe do planejado pela organização da escola.

Cada pelotão que foi chegando, já foi entrando no colégio, e o planejado era que, quando todos os pelotões entrassem, todos os alunos retornassem para fora da escola para cantarem o Hino Nacional e o hino do Município, o que demorou muito para acontecer, e quando aconteceu foi de forma totalmente desorganizada, parecendo até causar um certo incômodo aos organizadores e a alguns ouvintes, pois a maioria dos alunos nem sequer estavam cantando e sim comendo ou fazendo outra coisa. Apenas um pequeno grupo cantou o Hino Nacional como deveria ser, com a ajuda dos professores e de outros ouvintes que estavam no local.

Outro problema que piorou a situação, foi a caixa de som, que estava em péssimo estado, dificultando ainda mais a comunicação entre a organização e os alunos, contribuindo ainda mais para a desordem.

A maioria das pessoas que estavam presentes para assistirem ao desfile, reclamou por não ter ouvido nada ou quase nada do que foi falado pela diretora, pois o som não tinha potência suficiente para chegar até onde eles estavam, nem mesmo até onde estavam as pessoas mais próximas. O problema se agravou ainda mais quando a banda entrou na quadra tocando os instrumentos. O som dos tambores se sobrepôs totalmente ao som da caixa e aí não deu pra ouvir mais nada, mesmo a diretora tendo que "soltar a voz" para tentar ajudar na propagação do som.

Apesar desses contratempos, o desfile foi razoável e os alunos fizeram um bom trabalho durante todo o percurso. Sem falar nos professore e funcionários da escola que também trabalharam para confecção dos materiais e vestuários usados no desfile.

Congratulações também para a Banda Tradição, que apesar da dificuldade com os instrumentos que já estão um "pouco" desgastados, conseguiram fazer um bom trabalho.

Agora é esperar até o próximo ano e torcer para que esse seja muito melhor que o deste ano. Erros podem sempre acontecer, mas da mesma forma, sempre podemos aprender com eles, então que venha 2016. Até lá, é focar nos estudos e tentar fazer sempre o melhor.

Breve, mais fotos estarão disponíveis na nossa página no Facebook.